Bridget Jones: O Diário, No Limite da Razão e Louca pelo Garoto

IMG_20161208_091532080 (2).jpg

Olá pessoas tudo bem com vocês??

Hoje vim falar dessa hilária, piradinha e desastrada da Bridget. Eu e elas somos amigas a um bom tempinho gente, isso porque eu simplesmente adoro as confusões dela. Já li e reli o primeiro livro várias vezes, aliás ele é o meu preferido e foi um dos primeiros livros que eu comprei na vida. Por isso ele é um xodózinho na minha estante rs.

Por falar nos livros da para perceber pelas fotos que cada um é de uma edição diferente. Isso porque eu demorei muito para ler a sequência e depois não achei o segundo livro publicado pela mesma editora. Gente eu simplesmente sou fã da Bridget Jones, ela sempre me faz rir e não tinha ninguém mais perfeito, na minha opinião, para viver a personagem no cinema que não Renée zellweger. Isso sem falar no Colin Firth, nosso eterno Darcy ❤

Helen Fielding abriu as portas para os romances Chick Lit trazendo um novo gênero da literatura onde o foco é o retrato da mulher moderna e independente. Bridget Jones é leve, divertido, recheado de situações hilárias. É sério gente, Bridget é a personagem mais atrapalhada que eu conheço e graças a Deus por isso! Você vai rir muito com ela.

Todas as aventuras românticas na nossa heroína é narrada pela própria Bridget que nos conta tudo através de suas anotações em seu diário.

Em O diário de Bridget Jones temos as aventuras de uma mulher solteira com mais de trinta anos, com sua luta diária para emagrecer, largar o cigarro e a bebida e encontrar um namorado.  Uma das coisas mais divertidas do livro são as conversas da Bridget e suas amigas, que se reúnem sempre para discutir suas relações amorosas. O diário de Bridget Jones é tipo um Orgulho e Preconceito moderninho onde a autora faz uma releitura pra lá de divertida da obra da Jane Austen. Bridget é apaixonada pelo seu chefe Daniel Cleaver, um dos caras mais mulherengos e charmosos da face da terra, em meio a tudo isso ela tem que lidar com as perguntas sempre que vai a algum evento de famíllia: Cadê seu namorado Bridget? Quando você vai deixar de ser uma solteirona Bridget Jones? Além de aguentar sua mãe querendo lhe empurrar ao mais novo solteirão cobiçado pela mulherada, o recém divorciado e renomado advogado Mark Darcy. Para completar esse advogado emproadinho parece não gostar nenhum pouco dela só parece enquanto odeia o seu amado chefe Daniel.

E lá vem o segundo livro gente, que eu só li oito anos depois de ter lido o primeiro. Bridget Jones no limite da razão e tão divertido quanto o primeiro e com Jones aprendemos que de fato nada é tão ruim que não possa piorar. No segundo livro as confusões em que ela se vê envolvida são ainda piores com direito até a prisão tailandesa. Aqui Bridget apesar de estar finalmente em um namoro decente e duradouro suas neuroses e crises ainda continuam as mesmas sem falar em suas inseguranças que ela tenta resolver com seus inúmeros livros de autoajuda. São mais de 300 páginas em uma companhia maravilhosa com uma das mulheres mais atrapalhas da história da literatura. Vale a pena para quem curtiu o primeiro livro porque o segundo não deixa a desejar. Temos mais Bridget, mais Darcy e mais confusões.
IMG_20161208_091600337 (2).jpg
 
 Bridget Jones Louca pelo Garoto foi lançado quatorze anos após No limite da razão confesso que após ler a sinopse do livro relutei muito em continuar a saga de Jones porque o cenário muda nesse último livro, mas é como um docinho que você não quer largar até saborear o último pedacinho. Aqui Jones ainda é a mesma estabanada de sempre o que muda é que agora ela tem outras preocupações além de largar o cigarro ou perder peso. Agora ela é mãe de dois filhos, Billy e Mabel, e tem outros dilemas em sua vida. Bridget que tinha como uma das suas maiores distrações ouvir recados na secretária eletrônica agora foi apresentada as redes sociais e nem o twitter escapa das suas gafes e confusões. Bridget Jones mãe e se aventurando de novo em novas relações num mundo totalmente diferente, com muito mais tecnologia, será que ela dá conta?
De todos os livros o meu favorito é o primeiro, o terceiro por ter tido algumas mudanças, que são perfeitamente aceitáveis já que a vida real não é mesmo um conto de fadas, talvez tenha sido o menos divertido para mim, mas é sempre bom ter Bridget Jones como companhia e foi bom acompanha-lá nessa etapa da sua vida.
Depois de ler os livros corre para assistir as adaptações do cinema, inclusive o recém lançado: O bebê de Bridget Jones que eu assisti e  A-D-O-R-E-I!
Super beijo da Ká! e boa leitura 😀
.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s