Naquele beijo

naquele beijo

Tudo bem não vou te encher com papo de amor ou com qualquer conversinha mole sobre como meu mundo passou a girar de uma forma diferente depois que eu conheci ele. Nem vou pintar um mundo perfeito onde ele seja o centro do meu universo, ou dizer sobre como penso nele a cada segundo do meu dia ou como quando escuto sua respiração a noite inteira e às vezes me belisco só para saber se realmente não estou sonhado. Não, calma! Não é sobre isso que vou falar com você. Nem sobre quando fico absolutamente tonta  quando ele caminha em minha direção e me toma daquele jeito que fazem os anjos do céu cantarem em meus ouvidos. Não, nem vou te chatear contando mais uma vez aquela história de quando eu e ele nos conhecemos e eu senti, eu sei que você não acredita nessa parte e sempre se irrita quando eu a repito mas é a verdade eu juro, eu realmente senti que alguma coisa nos unia e eu senti meu coração dar pequenos saltinhos em meu peito e isso me assustou terrivelmente. Com ele todas as noites são perfeitas, os dias são mais coloridos e eu já consigo ver seus olhos pegando fogo de raiva por me escutar dizendo isso mais uma vez, eu sei disso mas você sabe como eu não consigo evitar. Falar dele ainda é um vício e eu não pretendo procurar a cura. Você deveria entender. Não, não é pedir demais, você está aqui para me escutar portanto escute. Eu já te contei sobre aquele sorriso que ele exibe em seu rosto toda vez que me abraça pela manhã? Já te contei como ele me deixa tonta quando chega perto de mim olha bem dentro dos meus olhos e diz o quanto me ama? Já te contei que uma vez ele me confessou que já me olhava em segredo a muito tempo antes que eu o notasse? Já contei? Sim eu sei que já contei. Desculpe, não consigo evitar. É que tudo isso parece tanto com um sonho que eu me recuso acordar. O que me faz lembrar que não era sobre isso o que eu dizer. Ia te contar de como nunca acreditei muito nessas histórias de amor e que houve um tempo em que fui só uma ouvinte, tão cética quanto você. Mas então, em uma noite, naquele bar eu conheci um cara e ele estranhamente começou a olhar para mim e de repente eu senti algo muito estranho e alguma coisa muito séria e assustadora estava acontecendo com meus nervos, e minha pressão sanguínea também não estava nada normal. Seria estranho se eu te contasse que meu sangue parecia estar literalmente pegando fogo? Meu Deus o que era aquilo? Eu tentava raciocinar ao mesmo tempo em que me obrigava a respirar mas essa tarefa tão simples de repente se tornou a coisa mais difícil de realizar. Me senti uma criança quando está aprendendo a andar e tenta lutar para se manter em pé. E ele não parava de me encarar e aquilo tudo durou uma eternidade até que ele percorreu toda a distância que nos separava no bar e a cada passo seu meu coração disparava ainda mais, se ele demorasse mais um segundo eu iria ter um ataque cardíaco. Então ele finalmente me alcançou e fez a coisa mais estupida que poderia ter feito um desconhecido. E a mais deliciosa. Ele me beijou. Mas calma, não foi um simples beijo, foi “O BEIJO”. O mais longo e o mais breve da minha vida e eu nunca, jamais, vou poder me esquecer daquele beijo. Foi doce e quente, foi forte e delicado, foi intenso e vibrante e me fez esquecer por um segundo de quem eu era. Aquele beijo me mudou para sempre. E antes que você me diga que não acredita nessas bobagens todas, deixa eu dizer só mais uma coisa: Às vezes o mundo pode não fazer muito sentido e você pode perder completamente o controle e até esquecer por um segundo como  respirar ou pode sentir seus ossos se quebrarem em um milhão de pedacinhos e ainda se manter de pé. Pode sentir suas veias pegarem fogo e seu coração aumentar a cada batida até não caber mais em seu peito. Pode achar todo o resto do mundo descartável e rir por não acreditarem em você. Mas quer saber? Não importa, por que isso é a melhor coisa do mundo. E não importa o que eu te diga agora porque nada vai te fazer entender de como nunca antes, mas  nunca mesmo, eu me senti mais viva do que naquele beijo.

(ksouza)

Te odeio

“Você sempre soube como confundir meus sentimentos e eu já cansei dessa luta de tentar me entender. Ninguém no mundo sabe me irritar tanto quanto você. Nenhuma outra pessoa na face da terra consegue alterar meus nervos como você faz a ponto de querer te matar às vezes. E u detesto o quanto me provoca e te odeio cada vez mais por isso. Mas só você sabe como me deixar tonta quando chega tão perto de mim até eu perder todas as minhas forças e o controle total sobre as minhas pernas. Ah! como te odeio. E quando você chega devagar e sem que eu perceba sussurra em meu ouvido? Você sabe mesmo como me perturbar com seu jeito. Eu não suporto as suas manias irritantes e esse seu sorriso presunçoso que me tira do sério quando você já sabe muito bem que ganhou a batalha. Eu odeio esse tremor que sinto quando suas mãos tocam em meu rosto e a minha pele esquenta só com a sua presença. E então, quando eu te afasto você me puxa para mais perto sempre fazendo parecer que tem controle total sobre mim. Como eu te odeio! Mas toda vez que você se aproxima eu sinto minha pulsação acelerar terrivelmente e eu odeio tanto isso que meus ossos tremem. Mas meu Deus o que eu não faria só por um beijo seu? Eu acho, devo dizer, que te tanto te odiar passei a amar você”

(ksouza)

Mark-Lexie-sexie-mark-and-lexie-25119126-400-226

Nostalgia – 12 Filmes da minha infância

edward maos de tesoura

Gente uma das minhas diversões na infância era ficar em frente à tv assistindo Sessão da Tarde kkk velhos tempos! 🙂 aí tem aqueles filmes que você não consegue esquecer porque você assistia sempre. Minha babá quase perfeita, curtindo a vida adoidado, Quero ser grande, Querida encolhi as crianças, mudança de hábito e muito outros, são clássicos. Segue aí uma listinha com 12 filmes que eu vi e revi milhares de vezes. ❤

1. Meu Primeiro Amor (1991) – posso dizer que esse foi o primeiro filme que me fez chorar na vida rsrs

meu primeiro amor

2. Matilda (1996) eu adorava assistir esse filme *-* sonhava que tinha super poderes igual a ela :p

matilda

3. Ninguém segura esse bebê (1994) – o bebê mais fofo do mundo ❤

ninguem segura esse bebe2

4. Jumanji (1995) – simplesmente adorava! Mas aquele batuquizinho do jogo me deixava com medo :p

jumanji

5. A franquia De volta para o futuro – simplesmente o melhor! amo esses filmes 😀 juntava toda a molecada para assistir. Pena que ainda não inventaram o skate voador né?

.de volta para o futuro

6. Jurassic Park (1993) – Já perdi as contas de contas vezes assisti rs

jurassic

7. Karatê Kid – A dupla Daniel-san e Senhor Miyagi era demais 🙂

karate kid

8. K – 9 Um policial bom pra cachorro – Eu adooooro os três filmes :p

k9

9. Os goonies (1985) – Sou do tempo em que esse filme era figurinha repitida na sessão da tarde 😀

os goonies

10. Débi & Loide: dois idiotas em apuros (1994) -Não tem como negar que esses dois idiotas fizeram parte da minha infância.

debi e loide

11. Denis, o pimentinha (1993) – pobrezinho do sr. Wilson 🙂

denis o pimentinha

12. Esqueceram de mim – Falar dos filmes da minha infância e não citar os filmes Esqueram de Mim é impossível, dava vontade de fazer armadilhas pela casa inteira depois de assistir aqueles filmes kk

esqueceram de mim

E vocês? quais os filmes que mais assistiram na infância? 😀

Fugir

“Diga para mim qual o gosto que você sente quando pensa em mim? Eu ainda tenho guardado o beijo que te dei. Por que ainda insiste em procurar seu coração se sabe que ele ficou comigo?  Não pode mentir para si mesmo. Sabe muito bem o que sente quando está comigo. Não prenda suas mãos, elas sentem falta das minhas. Você sabe tanto quanto eu que não pode fugir de si mesmo, porque não se pode fugir daquilo que se sente”

(ksouza)

você me ama

Quando só amar não adianta

Como pode dizer que me ama e depois ir embora? Como pode um ” eu te amo” soar assim tão fraco? Como pode um toque de adeus ser tão doloroso? Como pode palavras perdidas parecerem tão longe da realidade, tão longe de nós dois? Como pode eu te querer tanto e mesmo assim não estarmos juntos? Como pode eu ter tanto medo de te perder mesmo já tendo te perdido?

(k souza)

crowen

Resenha : Série A seleção – Kiera Cass

a-selecaodownload (1)a escolhaa herdeira capa

Imagine um futuro onde a sociedade é dividida em 8 castas,onde cada casta é responsável por oferecer um tipo de serviço à sociedade sendo que a quanto maior a sua casta mais pobre você é. Um país cheio de desigualdade social, rebeldes e toque de recolher. Acrescente a tudo isso uma seleção onde 35 garotas irão lutar para terem a chance de conquistarem o coração do príncipe e se tornar sua princesa. Isso tudo acontece em Illéa, o antigo Estados Unidos da América após a quarta Guerra Mundial. America Singer é a nossa protagonista, uma jovem musicista que pertence a casta 5, dos artistas. Sua vida não é fácil e ela se acostuma desde cedo a ajudar sua família a manter a casa. Às escondidas ela mantêm um romance com Aspen, um jovem pertencente a casta 6 o que dificulta seu namoro, pois sua família não aceitaria seu envolvimento com alguém de casta inferior a sua. E em meio a tudo isso America sofre a pressão da sua mãe para se inscrever na Seleção, um concurso onde 35 garotas de 35 províncias diferentes passam a conviver no palácio Real enquanto o príncipe decide com qual delas deverá se casar. América reluta em participar mas se vê arrastada pela mãe e para deixá-la feliz resolve se inscrever só porque tem a certeza de que não será selecionada. Mas então o que acontece? Ela é selecionada e Aspen resolve terminar seu romance para que nada impeça America de conquistar uma vida melhor. Sendo assim America embarca para a seleção de coração partido e com o desejo e a certeza de que o príncipe nunca a escolherá.

aselecaopromo

E então no primeiro livro da série somos apresentados a outras 34 garotas, a um rei e uma rainha e ao príncipe Maxon, um cara engraçado, educado, inteligente e muito muito charmoso, provando ser bem diferente do que ela imaginava. E então todos seus planos vão mudando de figura e seu coração vai ficando mais confuso a cada dia.

download (1)

Em A Elite, o segundo volume da série, América ainda está toda confusa em relação à Maxon e a coroa. E para piorar sua confusão seu ex-namorado Aspen está trabalhando como guarda no palácio e prometeu que não irá desistir dela tão facilmente. Que dilema dessa garota hein?

Eu achei o segundo livro um pouco mais arrastado embora os ataques dos rebeldes se tornem mais frequentes nesse livro tornando a vida das candidatas um pouco mais agitadas.

Mas America ainda não está convencida se quer mesmo aceitar uma coroa e o Rei não está muito contente com suas atitudes pois ela se provou uma garota de opinião. Ou seja, uma garota problema.

a escolhaNo terceiro livro da série America está mais  bem resolvida sobre o que realmente quer, mas agora terá que lutar para se destacar entre outras participantes que parecem fazer mais sucesso com o público e com o próprio coração de Maxon. Em meio a tudo isso os ataques dos rebeldes estão cada vez mais frequentes e America passa a questionar o sistema de castas e o próprio governo. O que pode ser um pouco perigoso, pois faz com que sua popularidade com o rei só piore. Mas America agora está decidida sobre o que e por quem deve lutar.

O livro é um continho de fadas distópico. Pode parecer bem infantil no começo mas é gostosinho de se ler e no final acaba sendo bem envolvente mesmo. A história toda praticamente gira em torno da Seleção, mas ainda tem todo um cenário político como plano de fundo. Tem ainda aquela coisa de triângulo amoroso, que não pode faltar em romance adolescente e um toque mágico que você só vê em conto de fadas. Os livros são lindos! sou absolutamente apaixonada pelas capas. Da para ler os três livros super rápido, mas espera, não acaba por aí não: depois que você conferir toda a história da America ainda pode conferir o quarto livro da série: A Herdeira

a herdeira capa

O quarto livro da série vai contar a história da princesa Eadlyn, herdeira do trono de Illéa que para acalmar os ânimos de alguns poucos rebeldes aceita passar por uma Seleção onde 35 garotos disputarão por sua mão. Só que Eadlyn é dona de uma personalidade muito forte e é contra desde o começo a Seleção. Ela só aceita participar a pedido dos pais e mesmo assim em nenhum momento acreditando que a Seleção fosse dar certo, garantindo a si mesma que após três meses de Seleção terminaria sem um esposo. Mas aos poucos a princesa vai mudando e se envolvendo com alguns participantes e se descobrindo com isso. A princesa durona se recusa a sair da casca mas isso não dura muito tempo.  O livro segue o mesmo padrão dos outros livros, o que não é muita surpresa. Para quem curtiu os três primeiros livros tem que conferir A Herdeira. O livro cumpre o seu papel e atinge bem seu público alvo. Garotas que adoram romance vão gostar da série. Eu aprovei.

Um beijo e até a próxima :*