Memórias

“Às vezes o mundo gira devagar e eu sinto as guinadas do tempo. Eu sinto tanta falta de você e isso me corrói por dentro. Você, que me deixou sem escolhas. Depois que a tempestade passa meu corpo adormece e chora. Tenho tanto medo de perder tudo o que eu cheguei a ter um dia, mas agora é só uma questão de tempo até eu chegar a esquecer. E pouco a pouco as memórias daqueles dias irão se tornar não amargas nem frias, mas apenas memórias(…)”

(ksouza)

memorias

(imagem do google)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s