Resenha: O diário de Anne Frank

Anne-Frank_lightboxO Diário de Anne Frank – Esse livro trás o relato pessoal da jovem Anne Frank sobre os dois anos em que ela e sua família tiveram que ficar escondidos ao anexo do sótão do escritório de seu pai durante a segunda guerra mundial. Entre 12 de jundo de 1942 até 1 de agosto de 1944 Anne escreveu em seu diário toda a tensão que sua família viveu escondida. Anne a princípio guardava o que escrevia para si mesma, porém após ouvir na rádio que seriam recolhidas relatos e testemunhos sobre o sofrimento do povo holandês sob a ocupação alemã, Anne então decidiu que queria publicar seu diário em forma de livro, esse se tornou seu sonho, e passou então a reescrever e organizar seu diário. Anne morreu aprisionada no campo de concentração Bergen-Belsen, tres meses antes de completar dezesseis anos. Seu pai, Otto Frank foi o único membro da família que sobreviveu ao holocausto. Ele realizaria o desejo da filha e publicaria seu diário editando algumas partes deles. Sempre tive muita curiosidade e vontade de ler esse livro, até porque tenho certo interesse sobre a época do holocausto, é algo que sempre mexe comigo. Ao lê-lo fui tomada por diversas emoções em cada linha, cada pagina do diário. Ver o mundo daquela época aos olhos de uma garota que foi absolutamente real em cada frase escrita, foi ela mesma, nunca negou sua personalidade. É um livro absolutamente incrível em toda sua forma.Não é simplesmente a Anne em cada pagina do diário, e sim milhares de judeus que ela representa, que sofreram opressões terríveis. Nas primeiras páginas conhecemos Anne uma garota de treze anos que sonha em ser jornalista, conhecemos seu cotidiano simples,sua vida na escola, seus amigos. Ela narra como o cotidiano dos judeus passou a ser afetado na época com uma série de decretos antissemitas: os judeus deveriam usar uma estrela amarela; os judeus eram proibidos de andar de bondes; os judeus eram proibidos de andar de carro;os judeus eram proibidos de sair as ruas entre oito da noite e seis da manhã; eram proibidos de frequentar teatros, cinemas ou ter qualquer outra forma de diversão e etc. Quando o Margot Frank recebe uma carta ordenando que ela fosse para um dos campos de concentração nazistas, Otto resolve levar sua família para se esconder no anexo secreto atrás de sua fábrica. Lá alguns de seus funcionários mais confiáveis os ajudariam, eles os manteriam informados sobre o mundo do lado de fora, e os ajudariam trazendo alimentos e os mantendo em segurança. Pouco tempo depois a família Van Pels se juntou à eles. Hermann, Auguste e Peter de 16 anos. E um pouco depois Fritz Pfeffer, um dentista, também passou a dividir o abrigo com a família. Tanta gente em um espaço tão pequeno logo começou a trazer conflitos. Anne tinha um relacionamento difícil com a mãe, porém era muito apegada ao pai. Com o passar do tempo foi amadurecendo e seu relacionamento com a irmã se tornou mais próximo. Ela e Peter se tornaram inseparáveis, porém mais tarde ela mesma questionou esse relacionamento e chegando a pensar se Peter era realmente a pessoa certa para ela. Anne sempre teve personalidade forte, tinha mudanças constantes de humor que incomodavam sua família. Ao ler o diário acompanhamos essa passagem de criança para adulta. Sofremos com ela, choramos com ela, passamos o livro inteiro questionando se realmente é possível passar tanto tempo assim confinados, com medo do mundo, com medo da morte, sem poder olhar pela janela e ver o mundo do lado de fora. Ter que fazer o mínimo de barulho durante o dia pois a fábrica continuava funcionando e ninguém poderia descobrir que estavam escondidos. Quando foram delatados o grupo foi levado para uma prisão em Amsterdã. Em 3 de setembro de 1944 foram deportados e chegaram em Auschwitz. Edith Frank, mãe de Anne, morreu em 1945 de fome e exaustão. Otto já tinha sido separado da familia. Margot e Anne morreram de tifo, Margot primerio, dias depois Anne. Otto Frank foi o único dos oitos moradores do anexo a sobreviver nos campos de concentração. O diário de Anne Frank é para poucos eu ouso dizer, é um relato autêntico, único e memorável.

Anúncios

Te amarei até a morte

images (6)

Bem como uma romântica assumida qualquer história de amor me envolve. Jab Tak Hai Jaan foi lançado em 2012, com a direção de Yash Chopra e nos papéis principais os atores Shah Rukh Khan, Katrina Kaif e Anushka Sharma.

Samar Anand é um major do exército indiano do esquadrão anti-bomba, ele é respeitado por todos e conhecido como o homem que não pode morrer, já que ele desarma bombas sem demonstrar nenhum medo ou respeito à sua segurança pessoal. Depois de um tempo, Akira Rai, uma cineasta novata da Discovery Channel, se acidenta e é resgatada pelo major. Samar dá-lhe o seu casaco, mas vai embora antes de pegá-lo de volta. Akira encontra o diário de Samar no bolso do casaco e começa a lê-lo. Nesse diário ele relata os anos em que viveu como imigrante em Londres trabalhando como músico e fazendo trabalhos braçais. Quando Samar vai trabalhar como garçom ele encontra Meera durante sua festa de noivado. Em troca de aulas de inglês, Samar concorda em lhe ensinar a cantar. Os dois passam muito tempo juntos e acabam se apaixonando, mas Meera teme desapontar seu pai se não se casar com Roger, seu noivo. Por isso faz uma promessa à Deus de que nunca vai ultrapassar a linha com Samar e só poderão ser amigos, caso contrário Deus poderia castigá-los da maneira que ele quiser. Porém Meera não resiste e se rende ao amor. No dia em que Meera deveria contar a seu pai sobre seu relacionamento Samar sofre um acidente de moto, ela então reza e faz uma promessa a Deus de que se Ele salvar a vida de Samar em troca ela nunca mais iria encontrá-lo novamente. Samar tem uma rápida recuperação e descobre sobre a promessa de Meera. Com raiva ele deixa Londres e desafia Deus a mantê-lo vivo, enquanto ele arrisca sua vida diariamente, pois ele acredita que sua morte é a única maneira de fazer Meera perder sua fé na divindade que roubou seu amor. Após dez anos separados um do outro Samar retorna à Londres a pedido de Akira que se apaixonou pela sua história e por ele também ao passar meses ao seu lado colhendo filmagens para seu documentário sobre o homem que desafiava a morte todos os dias sem medo algum. Esses dez anos transformaram Samar em outro homem, um cara sem vida, turrão, como se a perda do seu amor tirasse sua alegria de viver. Akira representa a juventude, uma figura inteligente, cativante,bem parecida com a imagem do Samar de anos atrás. Akira desenvolve uma paixão platônica pelo major. Quando Samar retorna a Londres ele sofre outro acidente e tem uma perda de memória e só lembra dos acontecimentos antes de seu acidente a dez anos atrás. Bem absurdo até ae, mas gente estamos falando de um filme romântico aqui tá? relaxa e deixa levar pela história porque absurdo por absurdo já começa pelas promessas malucas da Meera. Mas isso tudo a gente perdoa, porque estamos nos transportando por um mundinho perfeito onde torcemos pelo final felizes para sempre ok? Então tá..seguindo a história Akira se vÊ obrigada a encontrar Meera e trazê-la para Samar pois ela é a única pessoa da qual ele se lembra e só chama por ela. Como estará Meera após esses dez anos? Bom vou parar nesse ponto da história. Enfim eu curti e recomendo. Acho lindo as músicas. Não espere um show de interpretação e nem uma história com personagens super bem construídos, mas se delicie com uma linda história de amor. Não gosta de romance? Então esse não é o filme certo pra você. Quanto a mim….eu adorei. 🙂

images (2) anushka-sharma-in-jab-tak-hai-jaan-movie-5 images (1)images (3)  images (5)  images

Um gostindo do filme:

Um pouquinho de música 🙂

Mais música 😀

Doce Terra do Nunca

O imáginário mundo criado por J.M Barrie povoou a imaginação de muitos e faz imenso sucesso até hoje. Conheci de verdade essa maravilhosa história a pouquíssimo tempo e assim como muitos, me apaixonei por ela, pela sua beleza Peter-Pan-To-Neverland1genuína e pela sua simplicidade, é belíssima. Quando era criança

a única coisa que eu sabia sobre Peter Pan é que ele era um garoto que sabia voar, e que não crescia. Uma vez ou outra assisti a um daqueles filmes da disney ou algum desenho, mas nada tinha me cativado, mas quando li o livro entendi o porquê de ser uma história tão amada por gerações. O fim do livro deu um gostinho doloroso no meu coração e me fez querer voltar a ser criança…é tão mais fácil. A história foi criada por James Matthew Barrie e apresentada ao mundo em forma de teatro em 1904. J.M Barrie se inspirou na relação de amizade que mantinha com Sylvia Llewlyn Davies e seus filhos.

Peter Pan narra a história de um menino criado pelas fadas, que conseguia voar e vivia em uma terra mágica, ele nunca envelhecia. Peter conhece os irmãos Darling, Wendy, Jõao e Miguel ao se aproximar toda noite da janela do quarto deles para escutar as histórias contadas pela mãe dos meninos antes deles dormirem. Em uma dessas visitas ele convence Wendy a ir embora com ele para A Terra do Nunca. É nessa jornada que começa suas aventuras, com direito a piratas, sereias, indios, fadas, e um crocodilo que carrega um relógio de tic tac no estômago.

Ao terminar o livro tirei da minha mente toda a visão anterior que eu tinha, porque na realidade não se trata PeterPan_bolsoapenas de mais uma história infantil, bobinha e sem pé nem cabeça, Nãoooo…muito pelo contrário pois ela nos faz refletir muito e sobre questões sérias, o abandono, a violência, o nosso próprio medo de crescer, do constante tic tac do tempo. Quando é que deixamos de ser criança? Peter é o espirito da juventude, aquele que ama aventura, e que passa por tantas mas tantas aventuras a cada dia que esquece delas com muita facilidade. Peter é um personagem um tanto egoísta e cheio de sí mas é impossível não amá-lo. Confesso que comecei a ler e tive diversos sentimentos ao longo da leitura e todos meus pré-conceitos em relação a esse livro foram derrotados. Esqueça os desenhos, esqueça as versões disney, Peter Pan é mais do que uma história para crianças!

Aliás, falando nisso vale a pena conferir também o filme ”Em busca da terra no nunca” filme estrelado por Johnny Depp, interpretando J. M Barrie, e Katie Winslet como Sylvia. o filme retrata as dificuldades que o escritor enfrentava ao escrever peças de teatro que não eram tão bem recebidas pelo público, além de um casamento infeliz. É em meio a esse cenário que ele conhece Sylvia e seus filhos e constrói uma amizade com eles, envolvendo as crianças com histórias de castelos, piratas, vaqueiros. Inspirado por esta convivência, Barrie cria seu trabalho de maior sucesso: Peter Pan 😀

Em-Busca-da-Terra-do-Nunca filmes_1885_Em-Busca-da-Terra-do-Nunca-3 findingneverland_610x266

Jodhaa Akbar

9

Recentemente tive a honra e o prazer de conhecer essa produção belíssima de bollywood que muito me impressionou pela sua beleza. O figurino, fotografia, os atores, tudo muito lindo.Tudo isso pode ser atestado em suas 3 horas de duração. Essa super produção custou cerca de 15 milhões de reais, e conta no elenco com os dois atores mais bem pagos da índia: Hrithik Rpshan (como Jalaluddin Mohammad Akbar) e Aishwarya Rai (como Rajkumari Jodhaa). E mais ainda, cenas de guerra com direito a elefantes, coreografias belíssimas, sem mencionar a trilha sonora maravilhosa! É de cair o queixo. Tudo isso faz com que suas 3 horas de duração passe tão rápido diante dos seus olhos sem que nem ao menos perceba.

A história é baseada em fatos reais, já que o imperador realmente existiu, porém a propria existencia de Jodhaa é controversa. Tudo se passa na India do século XVI dominada pela dinastia Mughal, de imperadores muçulmanos. O imperador Jalaluddin Mohammad Akbar busca expansão do seu império a fim de unificar todo o Hindustão, sendo assim ele concorda em se casar com Jodhaa, uma princesa hindu Rajpout pois vê nisso uma boa aliança entre os povos, mas a princesa não se alegra com o casamento pois suas culturas e crenças são muito diferentes mas se sacrifica para o bem de seu povo. Jodhaa é dona de uma personalidade forte e impõe uma condição ao casamento, a condição de que ela seja livre para seguir sua crença hindu e construir no palácio um pequeno templo onde ela possa praticar sua fé. Em meio a tantas diferenças, Jodhaa sofre rejeição e preconceito no reino de Akbar, mas com sua personalidade e segurança ela conquista o coração do imperador que se apaixona perdidamente por ela. Porém são muitos que não vêem com bons olhos essa união e que farão de tudo para envenenar um contra o outro. Resumindo podemos contar com uma trama envolvente cheia de romance, ação e uma produção de encher os olhos. Super recomendo!

8750ec505fa3c48f8930d1d9d712189b 167036-jodha-akbar 907101048421750 CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 100 jod3a jod12h jodhaa-akbar jodhaaakbar4 maxresdefault (1) maxresdefault Jodha-Akbar-2008images (1)

Apaixonada pela trilha sonora doce 😉

Os filmes indianos são conhecidos por ter muita música e dança, porém esta é a única sequência em que os atores realmente cantam, eu achei lindo essa cena

Aqui podemos ver a riqueza nos detalhes dos figurinos